Você não pode provar que Deus não existe nem o Minotauro

Você não pode provar que Deus não existe. E nem o Minotauro.

Mas você pode mostrar ao confiante crente que todos os atributos que “definem” o “conceito” de Deus são hipóstases (por isso, as aspas). Ou seja: se Deus é ilimitado, incondicionado, absoluto, infinito, eterno, onisciente, onipresente, onipotente e onipatife, quer dizer, não possui e nem pode possuir limite, determinação, concretude ou efetividade sensível, então não possui tudo aquilo que define o que, em uma palavra, chamamos de realidade. Portanto, Deus é tão existente quanto uma idéia pode ser; mas até uma idéia possui – apesar de sua imaterialidade, seu caráter de abstração – determinações, predicados, atributos, delimitação, sem os quais não passa de mera palavra ou nome.

Deus existe! Porém, mesmo o Minotauro é mais que um nome.

realidade

PS. Foi necessário mastigar a papinha antes de servir à boca de alguns leitores.

Eu sou ateu, mas de modo algum me satisfaço com meras afirmações, tais como “deus não existe e ponto final”. Eu afirmo isso e faço questão de demonstrar o que afirmo.

Quando um crente repete, em resposta ao desafio “prove que deus existe”, a velha patranha que diz “vc também não pode provar que deus não existe”, ele se sente magicamente justificado em sua crença absurda – pois, em sua lógica mitológica, a impossibilidade de se provar que deus não existe equivale a dizer que deus existe. Porém, isso vale igualmente para qualquer outro personagem mitológico ou da ficção, donde eu afirmar: também não se prova a inexistência do Minotauro. Portanto, se isso era pra ser um argumento, então o crente deve levar a sério a possibilidade da existência das coisas mais infantis e insignificantes.

Por outro lado, concedo ao crente que seu deus e seu papai noel existem: mas apenas enquanto palavras, o que não era bem o que ele queria entender de minha concessão. Mas o Minotauro e o papai noel são mais que palavras ou nomes, são personagens cujos atributos são pensáveis, pois têm conteúdo, e assim é que podem ser imaginados, identificados etc.

Deus não tem nenhum conteúdo ideal. É apenas um nome, uma palavra vazia. Agora, se isso existe apenas na mente humana suscetível à alucinações, não vem ao caso aqui. O maior problema está no fato de que uma palavra sem conteúdo nenhum além de outras palavras igualmente vazias – os tais “atributos” de deus – serve, entretanto, como parâmetro de práticas humanas bem reais e concretas, como o proselitismo religioso na moral, na educação, na filosofia, na ciência, na arte, na política, no direito e na guerra.

arte da guerra

Anúncios

6 comentários sobre “Você não pode provar que Deus não existe nem o Minotauro

  1. “Porém, isso vale igualmente para qualquer outro personagem mitológico ou da ficção, donde eu afirmar: também não se prova a inexistência do Minotauro.”

    É uma boa resposta. Historicamente, a minha tem sido “Inversão do ônus da prova!”. Ou com um “detectada” no fim, depende.

    Curtir

  2. “…uma palavra sem conteúdo nenhum além de outras palavras igualmente vazias – os tais “atributos” de deus –…”

    Um crente poderia responder-lhe que sua dificuldade em definir Deus advém da própria natureza de Deus, que é superior à nossa, e portanto indefinível por nós.

    Curtir

    1. Tal como disse Sto Agostinho: “creio, porque é absurdo”. Ora, se é absurdo, que mantenha bem guardado em foro íntimo.

      Mas a argumentação aqui parte do que define a existência. E, a partir disso, tudo que um crente pensativo e falastrão pode pensar ou dizer de deus afirma imediatamente uma contradição com o que se pode pensar e dizer sobre a existência. Por exemplo, é impossível que deus não seja absoluto; mas nada que existe ou pode existir é ou pode ser absoluto. Ao dizer que deus é indefinível, disso um crente não apenas nada pode inferir sobre se deus existe ou pode existir, mas ainda afirma um puro nonsense, ou melhor, não afirma coisa alguma, apenas joga com as palavras e produz uma fala sem sentido algum.

      Que vá fazer outros ouvidos de penico, já que a brincadeira é essa.

      Curtido por 1 pessoa

  3. como deus pode existir se sua definição de onipresente diverge com sua característica de infinito no tempo e espaço. nosso universo é finito, portanto sua existência não cabe em si mesma.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s