A alegria como anestésico da infelicidade

.

É comum pensar que alegria e felicidade são sinônimos. Mas não são.

Alegria é um fenômeno perfeitamente subjetivo, sentimental, da consciência. Felicidade, para muito além disso, é efetivação no indivíduo de um poder socialmente objetivo.

A razão pela qual buscamos avidamente nos entreter, rir, nos divertir e sentir a graça da alegria é justamente a impossibilidade, posta e reposta em nossos dias, de sermos felizes; ou seja, de realizarmos até mesmo um pouco de toda a potencialidade de nossas individualidades, por conta das atuais muralhas e batalhas sociais em que aquele poder não mais nos constitui, mas nos afronta.

Cultivemos a amizade como Epicuro diante da queda da antiga pólis, pois nossos horizontes também se fecham – na exata medida que a nova permanece firme de pé.

.

malvados alegria
alegria, felicidade… é tudo a mesma ilusão
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s